nas-redes.png

EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 7 de dezembro

Capa
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


CULTURA

Patrimônio da humanidade tombado pela Unesco

16 Novembro 2018 17:03:00

A coletiva de imprensa fechada sobre o lançamento do espetáculo Luz, Corpo e Som, nas ruinas de São Miguel, era apenas para quem tinha credencial. Nunca uma credencial de imprensa fez tanta diferença

O protocolo com todos os prefeitos e secretários da Região Missioneira não estava lá muito animado na antiga sacristia da igreja. O crepúsculo chegava e com ele algo nos chamava para conhecer um pouco mais as ruinas. Oportunidade única, já que é difícil ver este famoso sítio arqueológico, patrimônio tombado pela UNESCO, sem pessoas, sem clicks e flashes.

Quando chegamos diante da imponente ruína ficamos literalmente sem palavras. O teste de luzes, que precedia o espetáculo e o silêncio, interrompido pelo sibilar de um forte vento pampeiro, nos deixou literalmente atônitos. Com certeza voamos, junto com o vento, para longe, para quem sabe a mais de 300 anos atrás, onde a igreja principal abrigava mais de 5000 guaranis, entoando, cantos e salmos em latim, para um deus único que tinham dificuldade em aceitar. E por falar em guaranis, não perdemos a oportunidade de visitar a aldeia que ficava a mais de 30 kms da antiga redução. Chegando lá, fomos recebidos pelo cacique Anacleto e ficamos mais a par da realidade das pouco mais de 40 famílias que habitavam a aldeia.

Dentre as dificuldades a demarcação de sua área indígena em uma área de um antigo latifúndio, onde predominam os campos de pastagem. Como os indígenas necessitam de áreas com floresta para caçar e ter madeira para fazer seus artesanatos, principal fonte de sustento da aldeia, a área não comtempla suas necessidades. Junto a FUNAI (Fundação Nacional do Índio), reivindicam um novo lugar, com uma extensa área de floresta remanescente, visando melhorar sua qualidade de vida, perante uma grande parte da sociedade que parece indiferente a presença destes povos nativos. Entretanto, por sorte, ainda existem uns poucos que insistem em não deixar morrer as ricas tradições. E, por que não dizer, a história da grande Nação Guarani.

Cultivando a tradição

Uma destas vertentes é, sem sombra de dúvidas, representada por Valter Braga, que no seu centro de resgate missioneiro tenta não deixar morrer a cultura destes povos, repassando todo o seu conhecimento autodidaticamente obtido, à escolas e todas as demais pessoas que possuam interesse. Foi lá, que fizemos o ritual de benção e purificação com a erva-mate, pedindo ao Grande Deus, único, que protegesse nossa caminhada durante a busca pelas antigas trinta reduções jesuíticas guaranis.

Vislumbrando a imensa e imponente Redução de São Miguel das Missões, com nosso ainda inocente Pedro brincando com algumas crianças guaranis, vimos pessoas de todas as partes do Brasil e do mundo, comprando o rico e adornado artesanato indígena. Esses turistas e visitantes possivelmente não sabem a dura e difícil tarefa que toda uma "nação" tem que enfrentar diariamente para manter viva sua rica história e cultura.

Gratidão

Agradecimento todo especial a atenção dada pela Secretaria de Turismo de São Miguel, na figura do secretário Fabiano, a linda e ecologicamente projetada Pousada das Missões, que além de oferecer confortáveis acomodações e um café da manhã único, fornece todo o suporte a quem chega por lá. Considerações especiais a toda a família do Restaurante Cantinho do Sabor, não só pela alimentação durante a estadia, mas principalmente pelo carinho e tratamento dado a nós.

E mais uma vez a Tatiana Milbrath, por ter nos acompanhado numa riquíssima visita guiada pelo sítio arqueológico de São Miguel das Missões.

Imagens

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809

 

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

 

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.