Jornal Razão

Tijucas, quarta-feira 22 de outubro 2014

publicidade
  • Início
  • Notícias
  • Novas normas do Corpo de Bombeiros vão além dos ambientes fechados

Novas normas do Corpo de Bombeiros vão além dos ambientes fechados

Nenhum comentário

21/02/2013 15:54

Estruturas para festas populares, instalações transitórias e até comercio ambulante deve seguir as regras
    A polêmica do incêndio na Boate Kiss em Santa Maria no Rio Grande do Sul ainda rende frutos. Após as vistorias feitas em diversas casas noturnas do País, o foco agora em Santa Catarina é outro. O Comando do Corpo de Bombeiros Militar do Estado lançou um documento com instruções normativas para diversos tipos de instalações. O objetivo é regulamentaros procedimentos referentes à concepção, dimensionamento epadrão mínimo de apresentação de projetos de segurança contra incêndios.

Instalações permanentes
    As instalações permanentes deverão estar regularizadas perante o Corpo de Bombeiros e possuir:
a) Projeto Aprovado ou Relatório de Regularização da edificação;
b) Atestado de Vistoria para Habite-se;
c) Atestado de Vistoria para Funcionamento/Manutenção, em dia (prazo de validade de 01 ano);
d) Croquis com o layout do evento que será promovido, devendo ser previamente submetido a analise pelo Corpo de Bombeiros Militar.
    A solicitação de vistoria deveráser sempre feita no mínimo 20 dias antes do evento, e o documento de licitação deve conter o tipo do evento, público alvo, público estimado, local exato do evento, datas e horários e áreas edificadas (permanentes ou provisórias). Será exigido que o material empregado em coberturas, assim como outros materiais utilizados como decoração (estes somente emambientes fechados) possuam características não propagantes (ou que sejam incombustíveis).

Festas Juninas
    O ano mal começou, mas algumas especificações sobre as festas populares já devem ficar claras.     As tradicionais festas juninas, por exemplo, também devem seguir padrões de cuidados.
    As fogueiras de São João deverão estar dentro dos padrões exigidos, serem queimadas de cima para baixo e estar localizadas em locais abertos, distantes de edificações, vias públicas, fiação da rede elétrica, telefônica e materiais combustíveis. A distância deve ser de no mínimo, duas vezes a sua altura e deve ser isolada.
    A sustentação da estrutura da fogueira deve ser feita por cabos de aço, para evitar que a fogueira caia para os lados.
    Os fogos de artifício, queimados dentro das fogueiras estão proibidos. No local deverá haver extintores de incêndio.

Instalações transitórias
    Instalações transitórias com paredes em venezianas, painéis pré-fabricados e alambrados devem estar devidamente identificados e sinalizados, instalados em locais ventilados e fora das projeções das edificações;
    Em locais comprovadamente sem acesso de público,devidamente registrado em projeto, os recipientes poderão ser instalados em “gaiolas metálicas”. O teto deverá ser incombustível.
O piso deverá ser plano e firme, podendo ser em placa de concreto, com ou sem estrado de madeira de acordo com o tipo de recipiente dimensionado.
    As instalações do tipo barraca, que utilizar GLP com capacidade entre 5 e 13 Kg, poderão ter os recipientes instalados no seu interior, desde que as mesmas sejam amplamente ventiladas.

As instalações ambulantes
    Carrinhos de pipocas, churros, milho cozidos e similares, devem possuir dispositivo de abertura com ventilação permanente. Quando dotado de instalações elétricas devem oferecer adequada condição de segurança, possuir registro de corte do tipo fecho rápido, localizado em ponto de fácil acesso e o ponto de consumo de GLP deve ser instalado de modo que se mantenha isolamento do botijão por meio de compartimentação;

Saídas de emergência
As saídas de emergência precisam estar de acordo com os padrões exigidos. No local do evento, a critério do Corpo de Bombeiros Militar, será exigida placa junto à entrada, indicando a população máxima autorizada para o local. Para a segurança e tranquilidade dos frequentadores, as placas deverão indicar o número total de pessoas que a instalação suporta. As medidas também possuem regras, cada placa deverá ter no mínimo 0,30m x 0,40m, com letras compatíveis ao seu tamanho.

Arquibancadas
É obrigatória a colocação de cadeiras/assentos ou os locais serem demarcados com tinta. Entre cada assento de arquibancadas, deverá existir um espaço de 0,90m, entre encostos. O guarda-corpo localizado de fronte (inferior) às arquibancadas deverá ter altura mínima de 1,10m e o localizado atrás (superior) das arquibancadas, altura mínima de 1,80m; nas laterais, o mesmo devera iniciar com 1,10m na parte maisbaixa e terminar com 1,80m na parte mais alta.
Não serão permitidas arquibancadas com vãos abertos (espelho) entre os assentos, podendo ser constituídas de elementos vazados, desde que o espaço livre não seja maior que uma esfera de 15 cm de diâmetro;
 

Comentários

Deixe seu comentário

(Não será publicado)


publicidade