nas-redes.png

EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 13 de setembro

Capa
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


Fundo do Baú

Leia muitos retalhos do nosso passado no livro 'Tijucanos - Coletânea de Histórias de Tijucas, Costa Esmeralda e Vale de Santa Paulina', de Leopoldo Barentin. Adquira na sede do Jornal Razão ou entrando em contato pelo (48) 98453 0809.

Os soldados nazistas reinaram absolutos por quase seis anos na região italiana de Monte Castelo, mas no início de 1945, pressionados pelos soldados americanos e ingleses por um razoável período, as tropas alemãs que ali estavam também foram atacadas pelos soldados brasileiros, posicionados nos arredores do Monte Castelo há pelo menos dois meses antes. 

De acordo com o expedicionário Ademar Eduardo Agostinho, na primeira batalha as tropas brasileiras sofreram grandes baixas, provocadas pela indisposição do general Gaspar Dutra, que não teria autorizado os aviões por ele comandados a bombardearem Monte Castelo, deixando assim os alemães mais estruturados para continuarem combatendo. Na segunda batalha as tropas aliadas foram vitoriosas em decorrência da determinação do general americano Mcartney, que atacou os nazistas pelo ar e em três frentes por terra, conta Ademar.

Os aliados venceram e fizeram 800 "SSs" prisioneiros de guerra, mas foram sacrificados 467 soldados brasileiros, incluindo-se os mortos e os desaparecidos.

Depois da Tomada de Monte Castelo, em 21 de fevereiro de 1945, ainda ocorreram alguns combates com a participação das tropas brasileiras, até a rendição total das tropas nazistas, em 08 de maio daquele mesmo ano. Pouco mais de dois meses, depois Ademar Eduardo Agostinho retornou para Tijucas, à Pátria Amada, Brasil!



As mais lidas do dia

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809

 

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

 

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.