nas-redes.png

EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 19 de julho

Capa
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


SÃO IGNÁCIO MINI

Terras Argentinas tombadas pelo UNESCO

MUNDO. Este pedaço de chão é reconhecido como patrimônio histórico da humanidade

Por Christiane Mueller

Muitos anos se passaram desde nossa longa pedalada desde o Brasil até o México, conhecendo comunidades indígenas, vivenciando seu dia a dia, e descobrindo principalmente suas necessidades. Hoje percebemos que de fato não seria necessário ir tão longe para entender o que mudara para os povos nativos, os originários da nossa grande Ameríndia (terras que se estendem do Alasca até o fim da América do Sul). Infelizmente após as reduções jesuíticas observamos que os indígenas, sejam daqui ou de lá, encontram-se ainda em situação vulnerável. Os padres missioneiros que aqui estiveram, tentaram, e até por um certo tempo conseguiram, o improvável. A mais de 300 anos, onde reinavam as Missões Jesuíticas Guaranis da Companhia de Jesus (mesma ordem católica do atual Papa Francisco), não havia guerras, e tão pouco fome. Controvérsias a parte, a catequização naquela situação foi bem vinda, pois onde existe um Deus, quer seja ele Ala, Tupã ou outra designação qualquer, floresce o amor, fraternidade, bondade e esperança. Prova disto e a falta de um Deus para proteger os tantos indígenas, que se cercam de esmolas e sempre a espreita, de onde foi um dia sua casa, seu território. Indiscutivelmente, San Ignácio Mini é uma das mais belas reduções visitadas até o momento, um sonho, uma utopia, que ainda hoje desperta nos pensamentos daqueles que lutam por um mundo mais justo, humano e igualitário.

Agradecimentos

A Prefeitura Municipal da cidade de São Ignácio por toda a logística oferecida na visita ao sítio arqueológico, inclusive disponibilizando um guia para nos acompanhar. Ao Restaurante Carpa Azul pelas refeições oferecidas, e ao hotel pela agradabilíssima hospedagem, bem em frente às ruinas.

Seguindo em frente

Partiremos em direção as igualmente bonitas ruínas de Santa Ana e de Loreto, ainda em território argentino. Hasta luego hermanos E Ko Yuy Ijara (essa terra tem dono em Guarani).



As mais lidas do dia

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809

 

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

 

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.