nas-redes.png

EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 17 de maio

Capa
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


SURPRESA8

A última redução jesuítica na Argentina

15 Março 2019 09:56:00

Nesse recanto encontra-se uma cruz de 30 metros de altura

NOSSA SENHORA DE SANTA ANA

Por Pedro, Cris e Narbal  

 Santa Barbara, Santa Clara, Santa Marta, Santa Paulina, Santa Ana...Independente do credo, a grande maioria dos santos, no caso, santas católicas, foram seres humanos abnegados, caridosos, e acima de tudo, munidos única e exclusivamente de fé. Se dedicaram a causa do ser humano, do irmão ao lado. Muitas vezes ultrapassaram todos os limites imagináveis, até mesmo o do amor pela própria vida.

E não foi diferente com os padres jesuítas que aportaram na pequena Santa Ana. Essa redução de Santa Ana possui outra característica comum a todos os missioneiros, a todos os peregrinos que enxergam um mundo igual, sem fronteiras, indo até as mais longínquas paragens, em prol do amor ao próximo.

A redução fora inicialmente fundada no Brasil em 1633, migrando para a Argentina em 1637, fugindo dos "bonzinhos" bandeirantes brasileiros, que segundo prega a velha história, queriam apenas libertar nossos indígenas. Independente da realidade que nos foi contatada na escola, antes de chegarmos à pequena cidade, uma gigantesca cruz no alto de uma montanha nos havia chamado muito a atenção. Amparados pela prefeitura municipal, e com um guia local fomos convidados a conhecer o Parque Temático de La Cruz. Do alto da famosa Cruz, com mais de 30 metros de altura, tem-se uma panorâmica visão de toda a região, com o famoso, importante e histórico Rio Paraná ao fundo. Rio este que também margeia a conhecida cidade de Posadas, capital da província de Missiones. Mais um dos destaques do parque, consiste em outros inúmeros mirantes, e em dezenas de trilhas que permeiam uma mata tropical totalmente preservada. Destaque para o incrível borboletário, atração principal segundo o nosso pequeno Pedro. Segundo Verônica, secretária de Turismo, após finda a passagem jesuítica pela região, parte das pedras que ajudaram a recompor o maravilhoso sítio arqueológico vieram de outras reduções, principalmente de Nossa Senhora de Loreto. Veronica ainda nos lembrou que Nossa Senhora de Santa Ana, também foi tombada como Patrimônio Mundial pela UNESCO, juntando-se a outros três sítios argentinos. Seguindo o belo exemplo dos missioneiros, dos santos, de Paulina, continuamos nosso caminho rumo ao Paraguai, tentando, de alguma forma, passar e compartilhar com os outros um pouco mais de amor, sentimento este que não possui cidadania, desconhecendo o sentido da palavra "fronteira". Seguindo e concordando com o bom e velho espanhol "Nadie es ilegal (Ninguém é ilegal)".

Abraços da Família Mueller Andriani.

Agradecimentos 

Em especial a Prefeitura da Cidade de Santa Ana, Verônica pelo carinho e toda a assistência dada a nós durante a estadia na cidade. Ao Restaurante La Negrita, pelas deliciosas refeições a senhora Leni por ter-nos carinhosamente hospedado no Hotel Santa Ana.

Próximo trecho

Terminada a visita a nossa última redução na Argentina, cruzamos o famoso Rio Paraná, entrando na cidade paraguaia de Encarnacion. Até logo.


Imagens



As mais lidas do dia

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809

 

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

 

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.