nas-redes.png

EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 14 de junho

Capa
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


TRADICIONALISMO

A festa do Ecos de Liberdade

12 Abril 2019 15:07:00

Há quatro anos o grupo incentiva a prática da cultura gaúcha

Em 2015, liderado pela tijuquense Paula Cristiane Meurer e o paranaense Marcos de Lima Pinheiro, o grupo Ecos de Liberdade iniciou suas atividades no município. São ministrados anualmente dois cursos de danças gaúchas, sobre os quais os patrões prestaram ao Jornal Razão as seguintes informações:

Razão: O que motiva tanta gente a frequentar os cursos de danças gaúchas?

Marcos: Nossa região é conhecida por ter diversos movimentos tradicionalistas como bailes, rodeios e festas campeiras. Já faz parte da cultura da região o estilo tradicionalista. Nosso curso também é bem conhecido e reúne, principalmente, inúmeras famílias. Isso acaba chamando a atenção do público em geral.

Razão: O Ecos de Liberdade prestigia os eventos dos outros grupos?

Paula: Paula: Sim, temos muitos grupos que são nossos parceiros.

Razão: Como foi o primeiro curso que vocês ministraram em Tijucas?  

Paula: Foi ótimo. Nele formamos nosso primeiro grupo de alunos tijuquenses que são amigos do Ecos até hoje.

Razão: Qual é o perfil dos alunos desses cursos?

Marcos: O perfil é bem variado. Desde os mais novos (temos um instrutor que tem apenas 13 anos), até o público mais velho, que utiliza a dança como lazer e meio de interação social. Temos alunos de vários cursos que nos acompanham tanto nos eventos quanto nos próprios cursos, alunos que nos acompanham desde que iniciamos o curso, há quatro anos atrás.

Razão: Existem alunos que se inscrevem por orientação médica ou para ter uma atividade física? 

Paula: Existem sim. A dança é um ótimo remédio para a depressão, pois traz felicidade. A socialização também é bastante trabalhada. A dança é um ótimo exercício físico, verdadeiramente prazeroso.

Razão: Quais são os ritmos mais fáceis e os mais difíceis de aprender? 

Paula: A forma de ensinar torna fácil o aprendizado, então a maioria aprende facilmente, alguns têm alguma dificuldade em um ou outro passo, que logo superam. Então não tem uma regra.

Razão: Como serão as comemorações dos quatro anos do Ecos de Liberdade?  

Marcos: Iniciamos o ano com o evento realizado no CTG Fazenda Silva Neto, onde reunimos aproximadamente 600 pessoas. Foi um evento muito bonito onde as pessoas puderam acampar, dançar e se divertir. No dia 18 de maio teremos o grande baile de formatura da atual turma. O evento também acontecerá no CTG Fazenda Silva Neto e será aberto ao público.

Razão: Como os interessados podem adquirir ingressos antecipados?  

Marcos: Nós temos atualmente três pontos de vendas: Posto do Chiquinho (Tijucas), Panificadora Mãos de Fada (Canelinha) e na Casa do Gaúcho (São João Batista). Os ingressos custam apenas R$ 25,00. É muito barato!

Razão: E o Baile de Formatura?  

Paula: O baile de formatura acontecerá no dia 18 de maio, às 23h, no CTG Fazenda Silva Neto, em Canelinha. O grupo Matizes estará vindo direto do Rio Grande do Sul para abrilhantar nosso evento.

Razão: Esses eventos são abertos à comunidade?  

Marcos: Sim. Nosso baile será aberto a comunidade. Qualquer pessoa que quiser participar, curtir o evento, será muito bem-vinda. Só pedimos que, quem tiver interesse em participar, venha, de preferência, trajado à caráter (pilcha). Mas o evento é aberto a comunidade e reforçamos o convite a todos que quiserem participar.

Razão: Quantos componentes e nomes formam o Ecos de Liberdade?  

Paula: Nosso grupo conta atualmente com 45 componentes. São eles: Marcos, Paula, Alexandre, Alexandro, Andrieli, Carlos, Cleidelmar, Cleber, Elivelton, Ermilinde, Gilmar, Gilson, Gustavo, Hector, Ivangelo, Junior, Lucas, Luciano, Marciel, Plinio, Osmair, Sergio, Valdir, Adriana, Anelise Ângela, Annelise, Cassia, Fabiane, Helany, Hérica, Isadora, Jane, Juliana, Jussara, Laura, Luiz Eduardo, Lucas Meurer, Leticia, Luciana, Marcia, Nicole, Patrícia, Talita e Tatiana.


Razão: Qual a origem do nome do grupo?  

Marcos: O nome surgiu da necessidade que tínhamos de expor aquilo que a gente sentia enquanto dançávamos. A liberdade, a leveza na alma que a dança proporciona. Daí o nome "Ecos de Liberdade".

Razão: Deixe uma mensagem e o convite para a festa.  

Paula: Primeiramente, convidamos a todos para nosso jantar dançante no dia 04 de maio, às 20h no salão da capela Santa Terezinha. O grupo Ecos de Liberdade ama ensinar a dançar, e a formatura é a realização dos que se empenharam tanto para aprender. Então venham todos, serão muito bem-vindos para fazer desse evento uma linda festa. 



As mais lidas do dia

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809

 

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

 

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.